Populares :

Boletim coronavírus (Covid-19): Capital tem mais 180 casos da doença neste sábado, 22

Atendendo ao pedido do MPTO, Justiça determina recuperação de trecho da TO 230 no norte do Tocantins

Teste americano que detecta coronavírus em sete minutos chega ao Brasil

Aplicativo Alívio Coronavírus: ferramenta conscientiza crianças e adolescentes na Volta às Aulas

Polícia Federal e PRF são os concursos mais aguardados para 2021

Leandre apresenta projeto sobre medidas protetivas às crianças e adolescentes em risco

Mudanças na Fuvest: Diretora Executiva e Supervisor Acadêmico da instituição participam de live com o Anglo

Como criar um kit financeiro de primeiros socorros para se proteger de imprevistos

Pandemia é a causa do fechamento de 70% das empresas; especialista aponta soluções para as que se mantêm abertas

DÓLAR A R$ 5,60 – ESPECIALISTAS REVELAM INVESTIMENTOS PARA PROTEÇÃO

Programadores priorizam empresas que oferecem oportunidade de aprendizado constante, diz pesquisa

Visibilidade de profissão amplia procura por curso de Medicina

Ciúmes do novo irmão: como lidar com a situação

Apesar da pandemia, acidentes de trânsito envolvendo postes aumentaram em 2020

Muito além da exportação: Pragas, doenças e daninhas prejudicam produção de alimentos, cosméticos e medicamentos

Pequenos negócios devem regularizar débitos com a Receita Nacional

Judiciário realiza 3ª Semana da Justiça Pela Paz em Casa de 2019

Tocantins amplia representatividade junto a instituição

Adão Índio doa roupas e alimentos na região sul de Palmas

“Acima de tudo estamos falando de cidadania”, afirma juiz do Piauí durante encerramento do Fórum Fundiário do Matopiba

Alteração na Lei Maria da Penha facilita divórcio para mulheres vítimas de violência doméstica

Balé Popular do Tocantins presta homenagens a personalidades notáveis em espetáculo de fim de ano

MPTO ajuíza ação de improbidade contra dois vereadores de Pequizeiro e um advogado pela contratação irregular de escritório

Prof. Júnior Geo solicitou o concurso da PM e comemora anúncio de mil vagas

Projetos de Lei do Executivo chegam ao parlamento para análises e discussões

Polícia Militar captura dois homens por roubo e recupera motos e eletroeletrônicos roubados em Araguaína

Instaladas comissões especiais que vão analisar política florestal e regularização fundiária

Polícia Civi de Colméia indicia mulher suspeita de falsa acusação de estupro

Governo dá ordem de serviço para execução de obras de infraestrutura e habitação no Taquari

Operação Expediente Operacional da PM reforça policiamento em todo estado

Agência de Metrologia dá dicas para compra segura de brinquedos para o Dia das Crianças

“Quarta é dia de Feira Ecosol”, programa do Governo já beneficiou mais de mil famílias

Dia mundial da visão será celebrado nesta quinta-feira, 10, com orientação à população, no Parque Cesamar.

Crianças de escola em Guaraí visitam unidade de tratamento de água na BRK Ambiental

Deputado Valdemar Júnior propõem título de cidadão Tocantinense ao ex-deputado Manoel Bueno

AVISO DE INTERRUPÇÃO DE TRÁFEGO NA PONTE DE PORTO NACIONAL

Polícia Civil apreende menor que matou adolescente em Araguaína

Homem é preso por porte ilegal de arma de fogo e violência doméstica em Taguatinga

Tribunal de Contas determina a anulação de edital de concorrência em Araguaína

MPTO obtém condenação de acusados por tentativa de homicídio contra prefeito de Chapada de Natividade

4ª Conferência Popular Democrática de Segurança Alimentar e Nutricional acontece nesta quinta-feira, 12

Capacitações da Inclusão Produtiva podem ter gerado mais de mil empregos diretos e indiretos

Curso de planejamento orçamentário para cooperativas da região Norte acontece on-line nesta quinta e sexta-feira

19 de setembro de 2020

Muito além da exportação: Pragas, doenças e daninhas prejudicam produção de alimentos, cosméticos e medicamentos

O custo da cesta básica em São Paulo aumentou apenas 1,4% entre janeiro e agosto, segundo o Dieese. “O principal responsável por evitar que os preços subissem ainda mais, mesmo em um período tão desafiador como a pandemia, é o aumento da produção de grãos, frutas, verduras, carnes, fibras e bioenergia. Nunca o Brasil produziu tantos alimentos para atender à demanda da população. Dois exemplos são as 11,2 milhões de toneladas de arroz e as 3,5 milhões de toneladas de feijão por ano”, informa Julio Borges, presidente do Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Defesa Vegetal (Sindiveg).

Arroz e feijão são dois itens indispensáveis da cesta básica, também composta por batata, tomate, banana, açúcar, óleo, café, farinha de trigo, manteiga, carne e leite. “O arroz e o feijão são alimentos essenciais e fazem parte da dieta diária dos brasileiros. A produção tem desempenho fantástico, pois não deixa faltar esses grãos na mesa das famílias. Mas os desafios são grandes. Em 15 anos, a área de cultivo do arroz caiu mais da metade. O feijão também perdeu mais de 1 milhão de hectares. A boa notícia é que tanto a produção de arroz como a de feijão aumentaram nesse período, devido aos relevantes ganhos de produtividade. Para os consumidores, isso significa mais oferta de alimentos essenciais com os preços controlados”, complementa Julio.

Vários fatores interferem no sucesso dos produtos agrícolas, itens essenciais para as pessoas e para o país. A disponibilidade de terras, o clima tropical, as tecnologias modernas, o controle das pragas, o aumento do consumo e o próprio mercado, que regula os preços.

“Cerca de 80% dos itens da cesta básica são vegetais, que sofrem o impacto muito mais direto do clima, por exemplo. Se por um lado o Brasil é privilegiado pelo clima tropical e pode ter até três safras por ano, como é o caso do feijão, por outro é o cenário perfeito para a ação de insetos, doenças, e plantas daninhas, inimigos declarados da produção, que quando não controlados podem reduzir pela metade a quantidade de alimentos disponíveis no mercado, fazendo com que o país retornasse à situação de cerca de 50 anos atrás, quando ainda precisávamos importar mais da metade do nosso consumo de alimentos”, reforça o presidente do Sindiveg.

“Hoje, os defensivos agrícolas são os principais aliados no controle das pragas, doenças e ervas daninhas. Sem eles, a produção cairia cerca de 40% e, em algumas culturas, esta perda poderia chegar a 90%. O impacto na vida dos brasileiros seria desastroso”, diz Julio Borges. “Na verdade, se trata de uma luta entre esses inimigos da agricultura e a oferta de alimentos e demais produtos derivados para a população. Se eles vencem, perdemos todos nós”.

Impacto das pragas na produção de alimentos – Apresentar a importância dos defensivos agrícolas para a sociedade em relação ao combate das pragas, ervas daninhas e doenças no campo, demonstrando que isso é uma estratégia de produção importante para garantir a qualidade dos alimentos e o volume de produção, é um dos objetivos do Sindiveg, que há quase 80 anos se dedica à disseminação de conhecimento para o campo, promovendo a produção com uso de alta tecnologia de forma segura e consciente. Dessa maneira, todos saem ganhando: o meio ambiente, o agricultor e a sociedade como um todo. “Nossa proposta é abordar os principais problemas das mais importantes culturas e apresentar os seus efeitos sociais porque, efetivamente, as pragas, doenças e ervas daninhas têm impacto direto na oferta não apenas em alimentos in natura, mas em toda a cadeia de consumo – como a produção de roupas, carne, cosméticos e até mesmo medicamentos –, o que interessa diretamente a todas as pessoas”.

O risco da explosão de preços dos alimentos devido à implacável ação das pragas não se limita ao arroz, ao feijão e a outros produtos do nosso dia a dia. “A soja nos fornece o óleo, mas, assim como o milho, também é transformada em farelo, usado na ração para os animais, em cosméticos e até mesmo em formulações medicamentosas. Com o ataque de uma praga ou doença que diminua sua oferta, além de o preço do óleo subir, haveria também aumento das carnes e diversos outros mercados de consumo. A cana nos dá o etanol, biocombustível essencial, inclusive para redução da emissão de gases na atmosfera. O algodão nos dá a vestimenta. A produção agrícola cumpre vários papéis importantes em nossas vidas”, explica Julio Borges.

“Em 40 anos, o custo da cesta básica caiu pela metade. O sucesso da produção de alimentos é a mola-mestra desse processo”, finaliza o dirigente. O conteúdo, preparado com o apoio técnico das empresas associadas, será disponibilizado periodicamente pelo Sindiveg por meio de seu site (www.sindiveg.org.br) e também dos veículos de comunicação.

Sobre o Sindiveg

O Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Defesa Vegetal (Sindiveg) representa a indústria de produtos para defesa vegetal no Brasil há 79 anos. Reúne 26 associadas, distribuídas pelos diversos Estados do País, o que representa aproximadamente 40% do setor. Com o objetivo de defender, proteger e fomentar o setor, o Sindiveg atua junto aos órgãos governamentais e entidades de classe da indústria e do agronegócio pelo benefício da cadeia nacional de produção de alimentos e matérias-primas. Entre suas principais atribuições estão as relações institucionais, com foco em um marco regulatório previsível, transparente e baseado em ciência, e a representação legitima do setor com base em dados econômicos e informações estatísticas. A entidade também atua em prol do fortalecimento e da valorização da comunicação e da imagem do setor, assim como promove o uso correto e seguro dos defensivos agrícolas. Para mais informações, acesse www.sindiveg.org.br.

admin

Read Previous

Municípios adotam sistemas de gestão de trânsito do governo

Leia o próximo

Apesar da pandemia, acidentes de trânsito envolvendo postes aumentaram em 2020

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *